de volta à nave mãe: home
Home Home by Ivana Ebel Facebook Twitter E-Mail

menu

Estudar fora Sobre a Alemanha Viagens & turismo
Nonsense Receitas Jornalismo

domingo, 12 de outubro de 2008

Bolsas para mestrados em Portugal e na Espanha

Surgiu uma pergunta no Orkut na comunidade sobre Bolsas de Estudo no Exterior. Respondi por lá, mas transformei o conteúdo em um pequeno post para que mais gente possa ter acesso à informação. Bom, em primeiro lugar confesso que não pesquisei profundamente sobre mestrados na terrinha – nada contra Rafa! (minha irmã mora em Lisboa). Mas o que encontrei, não foi muito animador... ao menos na área de comunicação e artes, onde mantive o foco...

Por lá, existe o Instituto Camões, do governo português, que oferece bolsas... A Fundação Kalouste Gulbenkian também tem algumas opções para estudantes internacionais. No geral, é preciso inicialmente ser aprovado pela universidade para o mestrado e depois pedir a bolsa. Algumas que pesquisei cobra uma taxa de inscrição para olharem seus documentos.

Depois desta etapa é que se pode pedir a bolsa (existem exceções, fique atento!), mas nem todas cobrem integralmente o valor das mensalidades. Na Espanha é parecido e o processo mais popular é da Fundação Carolina. Os mestrados em Portugal e Espanha são 95% pagos... e bem pagos, especialmente para quem vive em real. Para cidadãos europeus, a coisa muda de figura Então, caso você tenha cidadania portuguesa ou qualquer outra européia vai encontrar muitos cursos gratuitos e terá sua vida facilitada na península ibérica.

No entanto, embora leia-se muito sobre parcerias educacionais entre Brasil e Portugal, acordos de cooperação, isso e aquilo, não há qualquer facilidade na hora de conquistar uma vaga pelo fato de ter passaporte brasileiro. Ao contrário, por causa do idioma, a concorrência com outros brasileiros é infinitamente maior. Reconhecimento de diploma para exercício da profissão, então, é um capítulo burocrático, logo e pedregoso à parte...

Bom, de qualquer forma, não adianta escolher Portugal ou Espanha apenas por não não dominar inglês. A internacionalização tem levado a Europa a mesclar idiomas e algumas matérias podem ser dadas por professores convidados em inglês. Mesmo que isso não ocorra, as faculdades pedem proficiência em Inglês como pré-requisito. Até mesmo no Brasil, para qualquer mestrado, é preciso saber um segundo idioma! Então, fica a dica, para quem já tem o Toefl, é muito mais fácil encontrar mestrados gratuitos em outros países do que em Portugal e Espanha. De qualquer forma, boa sorte aos navegantes!


Dica de viagem: Os acordos educacionais entre Brasil e Portugal são lindos... na teoria e, na maioria, permanecem nas gavetas assinamos, mas sem regulamentação para que possam ser efetivamente aplicados. Na prática, o que funciona melhor são as parcerias diretas entre universidades. Você buscar cursos de mestrado que tenham parcerias com universidades européias... Lisboa, Porto e Salamanca, na Espanha, estão entre os destinos mais comuns. É provável que você possa fazer um semestre ou um ano do mestrado fora por conta destes acordos internacionais e, dessa forma – mesmo em universidades particulares brasileiras – ficar isento da mensalidade.



Herzliche Grüβe

9 comentários:

Rafael disse...

Quero cumprimentar a todos da Nave, em especial nossas Comandante Educação, Co-piloto Perseverança e Comissária Ivana!

Continuo acompanhando as dicas do blog e a anotar cada detalhe. Eu confesso, ainda, que tenho tudo impresso, mas é que fico tão empolgado que acabo por anotar tudo novamente!

Meu interesse maior é por uma Bolsa na Inglaterra, onde minha Orientadora fez o Doutorado dela, na Universidade de Oxford! Adoraria fazer um Mestrado em qualquer área sobre meio ambiente, ecologia ou florestas lá!

Ainda não conversei com ela (e nem sei se devo!), sobre a possibilidade de ela tentar me ajudar no "embarque" pra lá. Penso que devo tentar caminhar com minhas próprias pernas, mas, se tiver alguém pra nos dá um empurrãozinho pelo menos no início, seria bacana né!

No aguardo de novas instruções (ainda em português, até meu inglês se recuperar heehehe), desejo a todos uma excelente viagem!

RAFAEL
Brasília

pedro77leao disse...

Gostaria que me informasse onde se podem encontrar Mestrados gratuitos em qualquer pais Europeu, ja que, como bem referiu, em Portugal e Espanha nao existe...
Ao que penso, as unicas formas de obter apoio financeiro para Mestrados e atraves de Bolsas de Mestrado(atribuidas por merito academico ou condicoes financeiras), programas Europeus ou do proprio pais ou instituicao a que se candidata, Mecenato ou a sua entidade empregadora tem interesse que voce frequente o Mestrado e financia, mas ai voce tera que ficar "ligada" a instituicao minimo o tempo acordado entre os dois...

Quando fala em Bacharelatos ou Licenciaturas, ai sim, ainda ha muitos paises que dao todo o apoio financeiro...mas mestrados e doutoramentos e diferente...e quem quer, tem que lutar por isso....capitalismo no seu melhor...caso contrario todo mundo era Mestre ou Doutor sem pagar nada...

Mas por favor informe me acerca dos Mestrados gratuitos na Europa a que se referiu, porque eu vou la tirar 3 ou 4....

Cumprimentos

Pedro Leao

Ivana disse...

Caro Pedro!
Na Alemanha, onde estudo, por exemplo, os mestrados são gratuitos. Vc paga 200 euros por semestre que é a taxa do transporte público. Suécia também e outros países escandinavos. Procure por "mestrado internacional" e verifique, em cada curso, o valor da "tuition fee"... boa sorte

pedro77leao disse...

Cara Ivana.
Esta a chegar a mesma conclusao que eu...Mestrados gratuitos ou com apoio financeiro so em determinadas circunstancias...o mesmo se passa no Reino Unido onde resido em que um Mestrado pode custar £15000 e no meu caso o meu rendimento nao me permite ter nenhum apoio...se tivesse salario mais baixo, teria todo o apoio...Conheci um moco Brasileiro que, com 20 anos, o Governo Britanico lhe deu £20000 para tirar um bacharelato(ou seja, estudou de graca)...Vou lhe dar outro exemplo.A Polonia onde o sistema de ensino e pago na totalidade pelo aluno e ate bastante caro para o rendimento medio na Polonia tem uma percentagem de 76% de pessoas que continuam estudos no Ensino Superior...Na Alemanha, onde o ensino e gratuito para todo o mundo, como me diz, apenas 27% dos alunos continuam ensino superior...das duas uma...ou os Alemaes sao preguicosos(o que nao acredito muito) ou nao e assim tao barato...mas em qualquer pais europeu pode se candidatar as bolsas de estudo existentes, desde que o seu rendimento nao lhe permita pagar os estudos...Eu estudei em Portugal Licenciatura totalmente de graca...e ainda me pagaram para estudar,qualquer coisa como £300 por mes mais alojamento gratis...Muitos alunos dos PALOP estudaram comigo em Portugal de graca....

pedro77leao disse...

Quanto a bolsas de mestrado em Portugal, se bem que como estuda na alemanha provavelmente ja nao lhe interessa, aqui vao alguns links....

http://www.aaul.pt/index.php?option=com_content&view=article&catid=40:accao-social&id=72:bolsas-de-estudo-para-mestrados-doutoramentos-e-investigacao&Itemid=72

becas.universia.net/PT/beca/3577/becas.xml

http://www.ierasmus.com/portugal/?p=10

http://alfa.fct.mctes.pt/apoios/bolsas/valores

http://www.fl.ul.pt/investigacao/bolsas.html

Entre outros mais...so ir ao google e escrever "bolsas de mestrado em Portugal" ou "bolsas para mestrado em Espanha, etc...

A informacao existe, o dificil e encontra la...

Cumprimentos

Luciana disse...

Gostaria de agradecer pelas informações prestadas, também sou brasileira, advogada e atualmente moro em lisboa faço mestrado por minha conta e por isso gostaria de tentar uma bolsa para um outro mestrado ou doutorado.
Luciana Cordeiro
Lisboa
e.mail luciana.oap.pt@gmail.com

Luciana disse...

Gostaria de agradecer pelas informações prestadas, também sou brasileira, advogada e atualmente moro em lisboa faço mestrado por minha conta e por isso gostaria de tentar uma bolsa para um outro mestrado ou doutorado.
Luciana Cordeiro
Lisboa
e.mail luciana.oap.pt@gmail.com

mercia disse...

caro pedro, obrgda pela informação prestada, sou Moçambicana e faço faculdade de comunicação na Universidade Católica de Moçambique, e gostaria imenso de fazer meu mestrado em Portugal.
Mércia
mercialan@gmail.com

Anônimo disse...

Procurei por preços de cursos na Suécia e vi que estão entre os mais caros, como os cursos de mestrado da Umea University. Em quais universidades suecas são gratuitos?

de volta à nave mãe - desde 2008 © Ivana Ebel