de volta à nave mãe: home
Home Home by Ivana Ebel Facebook Twitter E-Mail

menu

Estudar fora Sobre a Alemanha Viagens & turismo
Nonsense Receitas Jornalismo

sexta-feira, 11 de abril de 2014

Primeiros socorros: guia básico de remédios simples e vendidos sem receita na Alemanha


Na Alemanha se toma muito menos remédio que no Brasil. Aqui existe um chá para cada coisa e eles realmente funcionam. Tenho a sensação que – fora a rinite da primavera e os resfriados do inverno – fica-se menos doente por aqui. Ainda assim, comprar remédios era uma coisa que me enchia de dúvidas no começo. O que tem? O que pode? O que não pode?

Com o passar do tempo descobri que as coisas simples também são vendidas sem receita, como no Brasil. Assim, dá pra sobreviver a um resfriado sem correr ao consultório. Por isso vai um guia de emergência para os primeiros passos por aqui. Lembre-se que isso não é um receituário, que eu não sou médica e nem farmacêutica e que é preciso ter muito cuidado com a automedicação.

Analgésicos: AAS e Paracetamol vendem em qualquer farmácia. É só pedir por esses nomes mesmo. Tem os de marcas tradicionais, mas também os não-famosos, que custam bem menos. É só chegar no balcão e pedir.

Relaxante muscular: Esse também vende sem receita. É só pedir por Diclofenac. A marca mais vendida por aqui é Voltarem. Vem em caixa de 10 ou 20 comprimidos. Tem ainda as versões em pomada e gel.

Diarreia: Há um similar ao popular Imosec brasileiro. Se chama Imodium. Também vende sem receita em qualquer farmácia.

Dor de estomago: Ai depende da dor. Para má digestão, tem um que se chama Iberogast, que vende em lojas tipo DM ou Rossmann. É, na verdade, uma combinação de ervas (que tem gosto daqueles digestivos de Camomila que toda a vó tem em casa) e se toma com água. Tem ainda um efervescente que se parece com o Sonrisal: Ben-u-ron Brausetabletten.

Azia: Existem duas opções: pastilhas de chupar (Magen Pastillen), tipo Magnésia Bisurada, ou comprimidos de engolir (Magen Tabletten). Os dois estão à venda na DM, Müller, Rossmann e afins. Alguns, até no supermercado. Para casos mais graves, o bom e velho omeprazol também está à venda em qualquer farmácia, sem receita.

Gases: Similar aos comprimidos de dimeticona vendidos no Brasil, é possível encontrar uma série de opções de Magen-Darm Entspannungs, ou seja, relaxantes do estomago e intestino, com princípio ativo de simeticon. Existem capsulas oleosas, comprimidos e pastilhas de chupar.

Alergia: Bendito seja o Cetirizin de todas as primaveras. Nunca tive alergia no Brasil, mas o pólen aqui me leva ao desespero e tomo esse medicamento a primavera inteira, um por noite (dá muito sono). É só pedir na farmácia pelo nome do remédio ou qualquer Antiallergikum: vende sem receita.

Tosse e dor de garganta: Xarope se chama Hustensaft e os mais simples também estão à venda sem receita. Tem os bem básicos e naturebas, com mel e plantas, na DM, Rossmann, etc. Na farmácia também são vendidos alguns sem receita. O mesmo vale para as pastilhas, Hustenpastillen ou Hustenbonbons (esses são mais balinhas mesmo, sem efeito analgésico). Spray de própolis nunca vi por aqui, mas tem uma alternativa na farmácia para aliviar na hora a dor: Sulagil, um spray com um gosto horroroso.

Descongestionante nasal: Existem os Meerwasser Nasen Spray, que são apenas soro, até nos supermercados. Esses não tem qualquer princípio ativo e tem efeito leve, mais para a limpeza mesmo. Alguns produtos vendidos no Rossmann ou DM têm princípios ativos: antialérgicos leves, por exemplo. Na farmácia é possível pedir por um Nasen Spray mais forte, que tenha efeito descongestivo, sem precisar de receita.

Vitaminas: supermercados e lojas de rede vendem tubos de vitaminas efervescentes em profusão. E custa pouco, muito pouco. Um tubo com dez pastilhas de multivitaminas (tipo aquelas famosas de A a Zinco, que vendem no Brasil) ou de vitamina C sai por menos de um euro. É bom ter sempre em casa, não só na hora do resfriado.

Colírio: Colírios, Augentropfen, seguem basicamente a dica dos descongestionantes nasais. Umectantes (lágrimas artificiais) nas lojas de rede e com algum tipo de função a partir da conversa com o farmacêutico. Eu uso um chamo Hylo-Comod, vendido em farmácia, para aliviar a ardência depois de muitas horas no computador. Mas em épocas de primavera, também tenho o Vividrin Akut, que é antialérgico e tira a sensação de areia no olho que o pólen provoca.

Sangramento Nasal: O isolamento térmico bem feito e os aquecedores ligados tornam o ambiente dentro de casa bastante seco. Com a umidade relativa do ar baixa, os sangramentos nasais são frequentes e há quem se assuste com isso nas primeiras semanas. São poucas as pessoas que conheço que não sofrem com o problema. Para aliviar, além de umidificar o quarto com equipamentos próprios para esse fim, vale manter a saúde do nariz com uma pomadinha Nasen Heilsalbe. São tubos bem pequenos, também à venda nas lojas de rede e que podem

Calmantes: tem várias opções naturebas nessas lojas citadas ai em cima. Baldrian é um deles. Tem ainda chás que ajudam a relaxar: Schlaff Gut Tee ou ainda Schlaf und Nerven Tee.

Anti-depressivo: uma opção natural bem popular aqui na Alemanha são os comprimidos de Johanniskräuter. Eu uso isso no inverno: a falta de sol sempre me dá uma depressão leve e os comprimidos tem um bom efeito.

Picada de inseto:  Não é coisa muito comum na Alemanha, mas pode acontecer, especialmente no verão. Para isso, existem uns sprays ou gel (sempre em embalagens bem pequenas), vendidas junto aos repelentes nas lojas de rede. Geralmente são identificados como Sofort-Hilfe. E ajudam mesmo. A dor some na hora e a coisa para de coçar.

Assaduras e ressecamento da pele: Há uma pomada aqui nas farmácias que é a prima rica do Hipoglós. Não cheira mal, não mancha a roupa e serve para as mesmas coisas que a marca famosa no Brasil. Se chama Bepanthol.  


A lista é bem básica. Portanto, quem se animar a completar ou sugerir, fique à vontade para usar o espaço dos comentários. :) 

12 comentários:

Arlete Soffiatti disse...

Pra cólicas: Buscopan também tem aí. Ibuprofeno pra criança e pra dor e febre em adulto. Bepanthol tem aqui no Brasil também. E aí tem um descongestionante nasal chamado Nasic que tem bepanthol na formula pra evitar o ressecamento. O melhor remédio pra gripe que encontrei aí e que, infelizmente, não existe aqui no Brasil e eu imploro pra quem vier, me trazer, é o SOLEDUM forte ( é fitoterápico),que é uma cápsula de óleo de eucalipto. Nunca mais tive sinusite. Pra coceira na garganta: Dobbendan tablets. Um super remédio pra quem sofre com náuseas em viagem é o mesmo que o Dramim, mas é mastigável como um chiclete (ruim) e se chama superpep reise gummi. Perfeito. Oralpädon pra quem tem que se reidratar devido a vomitos e diarreias. Voltaren pomada no Brasil foi proibida e Erva de São João (Johanniskräuter) pra ansiedade e depressão também. Então, tem que se ter certeza que não tem problemas que podem piorar com estes medicamentos. Cataflam também tem aí, mas em uma dosagem ínfima pra compra sem receitas. O melhor antisséptico é o Octenisept. Spray nasal pra alergia: Cromohexal. Se lembrar de mais algum, coloco aqui. Bjs, querida.

Ludmila Franca disse...

Ivi, uma psicóloga aqui na Alemanha me informou que a Johanniskraut baixa a eficácia de anticoncepcionais e pode, com isso, levar a uma gravidez indesejada. Assim, pessoas de vida sexualmente ativa deveriam combinar o anticoncepcional com outro método contraceptivo (como a camisinha) a fim de driblar este risco. Vc teria como ver se esta informação é verdadeira?
Beijo e parabéns por esta preiciosidade de blog!

Vinha disse...

Nossa amei o post e o complemento da Arlete vou anotar tudin. Obrigada pelas informações. bjim

Nicole disse...

Muito bom o post, Ivana! Bom ter você de volta à ativa ;)
Preciso te escrever um e-mail com notícias, apropos... fá-lo-ei o quanto antes!

Beijinhos e saudades!
Ni.

DanTheMan disse...

Bom dia, Comandante. Gostaria de lhe perguntar quanto custa o Iberogast, uma vez que o estou a importar dos EUA por um valor elevado. Obrigado.

Ivana disse...

DanTheMan, aqui tem um link onde vc pode ver o preço do remédio. http://www.docmorris.de/iberogast-fluessig-steigerwald-arzneimittelwerk-gmbh-fluessigkeit-00514650-produktdetail

DanTheMan disse...

Obrigado, Ivana, pelo preço não me vale a pena ir até à Alemanha.

Patricia Mansoldo disse...

Olá ! Tudo bem ? Meu nome é Patrícia sou brasileira casada com um Alemao e atualmente estamos morando aqui e estou super perdida em alguns assuntos..encontrei seu blog na procura por comprãs de remédios ..eu tenho uma enxaqueca horrorosa e só passa com Naratripan mas aqui não vende mesmo sem receita e quando vou ao medico só me liberam 10 comprimidos só que tomo todos os dias! Um jnferno..vc saberia algum outro para me indicar!? Obrigada !

Barbara Stacheski disse...

OI Ivana!
Eu e minha família estamos indo de mala e cuia para alemanha dia 12 de julho. Meu marido vai a trabalho! Fiquei com uma dúvida, é fácil comprar anticoncepcionais aí ou devo levar um bom estoque daqui? Vamos morar em Motzen, pertinho de Berlim, estou curtindo pra caramba seu blog dando dicas de como sermos menos chatos na Alemanha! rs

Estou nervosa e ansiosa, por não falar nada de alemão e nem minha filhas pequenas!

Espero que possamos manter contato e talvez você possa tirar algumas dúvidas e me dar mais dicas!

Amei o blog!

Unknown disse...

Oi, estou na Alemanha.
Moro em Wiesbaden e gostaria de comprar apevitin, já que tomo no Brasil e o meu acabou. Ou o que posso comprar na rede de mercado para engordar?

Unknown disse...

Olá! Adorei as suas dicas. Poderia me informar se remédios para prisão de ventre e problemas com hemorroidas são vendidos sem prescrição médica? Obrigada!

Dayane Fumiyo Tokojima Machado disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
de volta à nave mãe - desde 2008 © Ivana Ebel