de volta à nave mãe: home
Home Home by Ivana Ebel Facebook Twitter E-Mail

menu

Estudar fora Sobre a Alemanha Viagens & turismo
Nonsense Receitas Jornalismo

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Dica de viagem: opções de comida para gastar pouco e sentir o sabor de Berlin

Viajar só é uma experiência completa quando se pode perceber o país visitado com todos os sentidos.  Cores, cheiros e sabores completam o cenário urbano e podem ser tão marcantes quanto visitar um monumento ou passear por um parque famoso. Em Berlin não é diferente. A Alemanha é cheia de sabores, diferentes em cada região, mas é provável que sua capital tenha o paladar mais internacional do país. Isso se reflete nos cardápios dos restaurantes, mas também na comida das ruas.

Algumas coisas são obrigatórias. Vir para Alemanha significa provar joelho de porco com chucrute  ou ainda Spätzle com queijo. Ao mesmo tempo, não se pode sair de Berlin sem provar o mais tradicional prato da cidade: a currywurst. Em qualquer esquina existe uma barraquinha vendendo a iguaria. Mas esse post é exatamente para dizer qual é a melhor e ainda deixar as dicas de algumas boas opções da cidade. Se quiser conferir ainda, tem um post muito legal sobre o mesmo assunto, em inglês, nesse link aqui.

Currywurst – Uma das mais famosas é a Curry 36. E faz jus a fama.  Trata-se do prato mais tradicional de Berlin e começou a ser servido no pós-guerra como uma opção barata para quem precisava comer nas ruas.  O assunto é tão sério por aqui que o prato ganhou um museu inteirinho dedicado a ele: o Currywurst Museum. Para explicar rapidamente a iguaria local: trata-se de uma salsicha de porco – que pode variar imensamente de um lugar para o outro, sendo a Bratwurst o mais usado, mas podendo se parecer com  Knacker e ainda bem próxima da Wienerwurst em alguns.  Você pode escolher entre a versão com pele (Darm) ou sem (ohne darm). Eu prefiro a com pele... mas as duas não variam muito de sabor. A salsicha é grelhada (ou cozida, dependendo do tipo) e cortada em rodelas. É servida com um molho de catchup temperado e curry, claro. Pode vir acompanhada de batatas fritas ou de um pãozinho, mas o tradicional é comer pura mesmo. O Curry 36 fica na Mehringdamm 36 (bem pertinho da saída da estação de metrô Mehringdamm). Pratos a partir de 1,50 Euro.

Delícia: Currywurst do Curry 36 é uma das melhores de Berlin


Sempre cheio: o movimento é grande no Curry 36

Döner Kebap – Vir pra Alemanha e não comer Döner é como ir pra Italia e não comer macarrão. Trata-se de uma comida turca, mas criada na Alemanha. Depois da Segunda Guerra Mundial, os turcos começaram a imigrar para a Alemanha, para trabalhar na reconstrução do país. Então, empregados na construção civil, precisavam de uma comida rápida. Alguém decidiu colocar a comida típica do país dentro de um pão chato chamado pita (döner kebab) ou de uma tortilha (durün döner) e assim nascia o sanduíche de carne de ovelha ou frango,  servido de Norte a Sul da Alemanha. É difícil encontrar um que seja ruim, já que todos se parecem. Mas é raro encontrar um que seja tão bom quanto o Mustafá. Trata-se de um quisquezinhoinho bem pequenininho e sem qualquer charme: mas pela fila que tem a qualquer hora, chovendo ou nevando, fica fácil saber que a comida é boa. Fica quase em frente ao Curry 36, também na estação de metro do Mehringdamm, exatamente aqui. Eles têm  o Döner de frango com legumes e ainda uma variação especial para os vegetarianos. Custa 2 Euros o sanduiche vegetariano e 2,90 Euros o de frango. É o melhor que já comi na vida: bem temperado e, na hora de servir, colocam um pouco de queijo feta e espremem um limãozinho. Ai, ai... O site deles merece uma visita. É muito engraçado!

O melhor da cidade: Döner de frango com legumes do Mustafa

Feio, mas gostoso: só pela fila já da pra imaginar que a
comida do Mustafa é boa

Faláfel – Já deu pra perceber que a cozinha de Berlin é tão internacional quanto a cidade. Para quem está disposto a provar os sabores da capital alemã, não pode deixar de fora essa iguaria de origem árabe. Muitos restaurantes turcos servem também faláfel, mas o melhor que eu já provei em Berlin fica em Friedrichshain. É longe do centro, mas perto da East Side Gallery: então da pra comer por lá quando for conhecer os restos do muro.  Só pra explicar, faláfel são bolinhas de grão de bico fritas e podem ser servidas dentro de sanduíches em pão chato (pão pita) ou em um prato com salada, geralmente. Já fiz em casa: da um trabalhão e fica gostoso, mas nem de longe tão bom quanto o que o restaurante Haroun al Rachid serve. É um daqueles lugares perdidos que você descobre por que um amigo indicou pro outro, que passou para o outro e por ai vai. Sempre que vamos lá pedimos o Faláfel Teller: ou seja, no prato. Custa 4,50, vem com saladas variadas, húmus e um pãozinho. Delicioso. Para chegar no Haroun, você precisa ir de metrô ou S-Bahn até a estação chamada Warshauerstrasse. O restaurante fica aqui e o endereço é: Revaler Straße 7. Eles não tem site, mas achei mais informações aqui.

Vegetariano: prato de faláfel com saladas é a melhor
 opção do Haroun al Rachid

Salsicha – É difícil encontrar salsicha ruim na Alemanha. No geral, são saborosas, bem úmidas por dentro e servidas de um jeito que eu adoro: um pão minúsculo e uma salsicha enorme. Tem em qualquer esquina, por todos os preços e sabores que se possa imaginar, começando por 1 euro.  Assim, fica difícil errar. A dica, neste caso, é uma opção inusitada e que, certamente, só vai se achar na Alemanha. Tratam-se de uns vendedores ambulantes de salsicha que usam uma espécie de mochila em forma de grelha, onde assam as salsichas que vendem. É bem curioso e gostoso também. A salsicha com um pão custa em média 1,50 Euro. Eles ficam em torno da Alexanderplatz, geralmente em frente ao shopping Alexa. Também já vi várias vezes ao lado do Berliner Dom, próximo ao museu da DDR.

Ambulantes: salsicha saborosa, assada na hora e servida no pão

Comida alemã em miniatura – Esse eu não provei ainda. Mas ouvi falar bem e coloquei nessa lista porque a proposta parece interessante. É um restaurante que serve comida alemã em porções miniatura. Uma amiga foi e disse que 3 ou 4 porções alimentam uma adulto bem. Não é exatamente barato como as opções anteriores, mas é bem mais requintado e oferece a chance de provar várias opções de uma só vez. O restaurante se chama Die Schule (A Escola) e fica na Kastanienallee 82 em Prenzlauer Berg, uma região que pertencia a antiga Alemanha comunista e que é repleta de bares, teatros e restaurantes.  O cardápio das miniaturas esta aqui.  Sopa de cenoura com gengibre, Porco empanado (Schnitzel) com limão, mini Eisbein (joelho de porco) com molho de mostarda, Bulette (um hamburguer fofinho, típico de Berlin) com mostarda e chucrute são algumas das opções.

Miniaturas: a foto é do site do Die Schule e da uma idéia
do que esperar das pequenas porções

3 comentários:

Bruna disse...

A gente acha que bloga bem e aí vem a Ivana e VRÁÀÀÀ na cara da gente!!
:P

Ai, um dönner aqui em Hamburg custa em média 3,50 :-(

Faz tempo que não como à la deutsch, tudo pelo bem da dieta!

Mais uma vez, ótimo post!
Beijos, frô!

Ivana disse...

Bruna... tu me faz rir!!! :D heheheh

Antonio Gonçalves disse...

Vc falou do Curry36, mas o MELHOR e mais tradicional currywurst de Berlim, é o Konnopke Imbiss. O Curry36 é bom por ser praticamente 24h, mas o Konnopke é muito melhor (mais saboroso). Aliás, dizem que foi esse restaurante que inventou a iguaria. Isso apareceu ate no programa do Anthony Bourd

de volta à nave mãe - desde 2008 © Ivana Ebel