de volta à nave mãe: home
Home Home by Ivana Ebel Facebook Twitter E-Mail

menu

Estudar fora Sobre a Alemanha Viagens & turismo
Nonsense Receitas Jornalismo

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Primeiro passo - Inglês

A Europa oferece (ainda) uma série de cursos de mestrado gratuitos e passar no processo seletivo não é nenhum bicho-de-sete-cabeças. Com o processo de integração dos países, os inglês tem se tornado a língua oficial das salas de aula. Alemanha, Suécia, Holanda, Dinamarca, Finlândia são alguns exemplos de países que internacionalizaram seus cursos.


Por isso, se falar alemão, excelente (ou sueco, ou holandês, etc): mas de nada adianta querer cruzar o oceano sem estar com o inglês na ponta da língua. Para isso, duas dicas: uma escola sempre ajuda (além de algumas particulares, estudei no SESC por um ano – é muito bom e barato!), mas a dedicação pessoal é que faz a diferença: assista filmes em inglês, com legendas em inglês. Ouça música em inglês e busque a letra delas até entender e saber cantar...


Para provar que aprendeu, as universidades exigem o teste Toefl: atualmente, o mais comum é o IBT (Internet Based Test), que vai de 0 a 120 pontos. As universidades exigem entre 79 e 95 pontos para mestrado. Para fazer a prova, registre-se no site oficial da ETS: custa US$ 175,00. Se souber a universidade que deseja aplicar, já pode solicitar o envio de quatro boletins com os resultados. Se não, pode fazer isso depois pagando US$ 17,00 por cópia. Algumas universidades aceitam cópia do seu próprio boletim, como veremos depois.


O teste não é complicado: fazer o simulado no site ajuda bastante (mas só está disponível depois de pagar a taxa!). A prova têm quatro partes: A primeira (Reading) você lê textos (4 ou 5) de conteúdo acadêmico (tem entre 15 e 40 linhas cada) e responde a questões de múltipla escolha (interpretação de texto e gramática estão associadas. Não há gramática pura na prova). Nesta primeira etapa a dica é: faça o mais rápido possível! Do contrário, não haverá tempo o suficiente para chegar ao final da prova (poucas pessoas conseguem) e entre as últimas questões estão algumas que valem mais pontos (também não adianta pular)!


Na seqüência você também responderá questões de assinalar, porém a partir de pequenos vídeos que assiste ou áudios: é o Listening. Na terceira parte (writing), textos e vídeos são a base para que desenvolva pequenos textos e redações, estabelecendo associações entre os conteúdos. Por fim ainda vai mostrar que sabe falar (Speaking) e, a partir de uma pergunta ou uma situação apresentada, deverá gravar suas respostas falando o que pensa ou o que entendeu do assunto proposto.



Dica de viagem:
Se estiver em Santa Catarina, NÃO faça o teste em Balneário Camboriú: o instituto que oferece a prova tem um espaço minúsculo e na etapa de Speaking é quase impossível se concentrar com alguém falando na sua frente. Conversei com outras pessoas que fizeram a prova e a conclusão é que, para os catarinenses, ainda vale ir para Curitiba.

Herzliche Grüβe!

6 comentários:

D. Lopes disse...

sensacional, flor! tá no blogroll :) vou acompanhar de pertinho as tuas aventuras! :*

Aline C. disse...

Encontrei o teu blog na página da Lu Bemfica e adorei as tuas dicas. Posso anexá-lo no meu blog tbm? Boa sorte na Europa e vou acompanhar as tuas aventuras!

Patricia Bertollo disse...

AMIGA... NEM SEI O QUE DIZER... MAS ASSIM.. SÓ PRÁ DEIXAR BEM CLARO.. VOU TE VER TODOS OS DIAS POR AQUI.. É O JEITO NÉ?? NÃO SE PERCAAAAAAA !!! BEIJOS. TE AMO. PAT

kalina springer disse...

ftiNossa..
Parabéns pela sua iniciativa...
É muito bom saber que existem pessoas que ainda se preocuparam e compartilhar experiencias e ajudar outras pessoas...
PARABÉNS..

Candy Girl disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Candy Girl disse...

Parabéns pelo blog, está muito bacana! Só gostaria de acrescentar que por aqui (estou na Inglaterra), a exigência é o IELTS com nota 6.5 para mestrado.
abs
Candice

de volta à nave mãe - desde 2008 © Ivana Ebel