de volta à nave mãe: home
Home Home by Ivana Ebel Facebook Twitter E-Mail

menu

Estudar fora Sobre a Alemanha Viagens & turismo
Nonsense Receitas Jornalismo

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Como se coloca a vida em duas malas?

Estou em contagem regressiva. Meu namorado foi na frente: de certa forma sou mulherzinha e adorei a idéia de chegar lá e ele estar me esperando. Então, a última semana foi dedicada aos preparativos da viagem dele e, agora, sozinha aqui, tento colocar a vida em duas malas. Desapego tem sido a palavra de ordem... Mesmo assim é difícil se desfazer mesmo dos pequenos badulaques. Tenho infinitos penduricalhos pela casa, quadrinhos de todo o tipo, porta-retratos, murais de fotos e sapatos... Ai, os sapatos...

Tenho mais dicas, sugestões e sites sobre como prepara os documentos para aplicar em uma universidade de fora... mas por enquanto, a maior dificuldade mesmo é colocar a vida toda em duas malas...

Enquanto não resolvo essa questão de física (dois corpos não podem ocupar o mesmo lugar no espaço), faço uma pausa nos preparativos para agradecer o carinho dos amigos (blogueiros)... A Luciane Bemfica, o Fabio Jacques, a Aline e o Evandro Baron que dedicaram links e posts sobre essa aventura :)


Dica de viagem: Viajo de Floripa com a TAM... a empresa é parceira da TAP, Air France, Lufthansa, entre outras. Então, na hora do check in, fica a dica: peça para que suas malas sejam entregues apenas no destino final. Essa não é uma opção “padrão”. Normalmente, as bagagens são colocadas na esteira na primeira conexão do país de destino... mas se a viagem foi comprada “ponto-a-ponto” você pode solicitar essa facilidade sem nenhum custo a mais. Para viagens internacionais, são permitidas duas malas de 32 quilos. Qualquer volume extra – entre 1 kg e 32 kg – tem o mesmo custo: US$ 120,00.

Herzliche Grüβe

2 comentários:

Lu Bemfica disse...

Ai, Ivis!! Que coisa mais difícil "editar" uma mala nessas condições. Leva o essencial porque mais cedo ou mais tarde vais comprar tudo lá mesmo e, claro, as coisinhas que vão amenizar a saudade de casa.
Beijos, Lu

Aline C. disse...

A Lu tem razão. Nestas horas, o melhor a fazer é selecionar o essencial mesmo.
Por aqui, seguirei te acompanhando virtualmente e anotando todas as dicas. :)

de volta à nave mãe - desde 2008 © Ivana Ebel